Home » Internacionais » 10 Lugares para conhecer no Chile
América do Sul Chile Internacionais Top Listas

10 Lugares para conhecer no Chile

O Chile é uma ótima opção para os amantes de aventura como trekking, squie, para quem gosta de viver uma nova experiência ao ar livre. Pensando nos amantes da natureza, separamos 10 dos melhores lugares para conhecer em uma viagem ao Chile!

1 – Deserto do Atacama

Deserto do Atacama
Créditos: Pixabay

O Deserto do Atacama fica no Norte do Chile e é o deserto mais alto e árido do mundo, 250 vezes mais seco que o deserto do Saara. Além das salgadas e lindas lagoas que os viajantes poderão ver durante a visita: as Lagunas Altiplanicas e a Laguna Cejar. Elas não são exatamente próprias para banho, por conta de sua salinidade, mas na Laguna de Piedra os viajantes poderão boiar o quanto quiserem em águas azuis esverdeadas! A cidade concentra os principais meios de hospedagem e serviços turísticos, você pode conhecer o Valle de La luna e de la Muerte, que faz jus ao nome com suas planícies e formações pontiagudas, que parecem cenários de filme. Além dos Géiseres del Tatio, à 4.300m de altitude a região completa a turma de planícies áridaso com o Vulcão Lascar um ótimo ponto turístico para tirar fotos iradas!

2 – Capillas de Marmol (Capelas de Mármore)

Capelas de Marmore
Créditos: geoturismopatagonia

As Capelas de Mármore do Lago General Carrera são frutos da erosão das águas do lago contra as rochas, que ao longo de muitos anos formaram um conjunto de túneis, onde os turistas podem atravessar o local com a ajuda de pequenas embarcações, quando o nível do lago está baixo.

O lago General Carrera é considerado um dos maiores de todo o Chile e o mais fundo da América do Sul, as águas azul turquesa ainda ficam mais lindas quando percebemos que estão cercadas pela Cordilheira dos Andes, o que deixa o passeio até as Capillas de Marmol ainda mais inesquecível.

3 – Isla de Pascoa / Rapa Nui

Rapa Nui
Créditos: rzturismo

A Ilha de Páscoa ou Rapa Nui, como é chamada no idioma nativo, é a última fronteira à oeste da América do Sul, suas raízes são essencialmente polinésias e os habitantes da ilha mantiveram a sua cultura livre de influências externas.

Em Rapa Nui, os viajantes podem visitar as grandes esculturas Moai criadas a partir das pedras vulcânicas, que ficam espalhadas por toda a ilha e já foram motivo de estudos e teorias diversas. A Ilha também é considerada um dos maiores museus a céu aberto do mundo, já que as ruínas, as pinturas e as pedras talhadas de seus primeiros habitantes estão espalhadas por toda a sua extensão.

Veja também:  Férias no Atacama (parte 1)

A Ilha de Pascoa também é recheada de tradições que os viajantes podem experimentar, como tocar na pedra “Te Pito O Te Henua” ou O umbigo do Mundo que, segundo as tradições, transmite a energia do universo. Além disso, também é possível fazer caminhadas pelos vulcões “Rano Raraku” e “Rano Kau”, visitar a praia de Anakena, fazer mergulho na praia “Ovahe” e surfar na praia “Pea”.

4 – Torres del Paine

Torres del Paine
Créditos: Gray Line Tours

O Parque Nacional Torres del Paine é uma sucessão de bosques, montanhas, lagos, fiordes e campos de flores, que fica no sul da Patagônia Chilena. Os visitantes com mais tempo podem fazer atividades como trekkings pela área do parque, onde podem observar os animais que coexistem com as belas paisagens e agendar um passeio de van ou caiaque pelos principais pontos turísticos como a Lagoa Azul, a base das Torres, o Valle do Francés, o Glaciar Grey, o mirador e cascata del Paine.

5 – Lagoa de Cristal – Algarrobo

Lagoa de Cristal - Algarrobo
Créditos: Gigantes do Mundo

Localizada a 90 km de Santiago, a Lagoa de Cristal é considera pelo Guinness Book como a maior piscina do mundo e está situada no Resort San Alfonso del Mar em frente à praia da cidade de Algarrobo, separada do Oceano Pacífico por uma pequena faixa de areia. E apesar de utilizar a água do mar, filtrada por bombas automáticas e reposta de volta a natureza periodicamente, ela está em propriedade privada, por isso só os hóspedes do resort podem mergulhar na piscina. Mas, para quem não está hospedado no resort, vale a pena visitar e curtir a praia na cidade de Algarrobo.

6 – Valparaíso e Viña del Mar

Viña del Mar
Créditos: santiagotrips

Valparaíso e Viña del Mar são cidades vizinhas, uma é o porto principal do Chile e a outra um balneário famoso por suas flores e praias. Em Valparaíso, os viajantes podem conhecer um dos patrimônios históricos da humanidade da UNESCO, com arquitetura colonial, mercados e lojas, além de abrigar a casa do escritor Pablo Neruda, que também funciona como um museu aberto a visitações. Também dá para pegar o Ascensor Concepción, que liga a calle Esmeralda, coração financeiro da cidade, na parte baixa, ao Paseo Gervasoni, o mais elegante dos terraços dos morros, na parte alta. Para ir até a cidade vizinha, Viña del Mar, os viajantes podem optar pelo metrô de superfície e, de quebra, ter a vista da orla durante os 10 km de viagem. Já dentro da cidade, uma das paradas quase obrigatórias é o Relógio de Flores, cartão postal da cidade, o Parque Quinta Vergara, que é uma extensão dos jardins do Palácio Vergara onde hoje em dia funciona o Museu de Belas Artes da cidade e o Museu Arqueológico Francisco Fonck, onde ficam expostas peças que pertenciam a civilizações antigas do Chile, inclusive um Moai, da Ilha de Páscoa, que fica bem na frente do museu.

Veja também:  Dicas de Viagem: Mochilão pelo Chile – relato de viajante!

7 – Puerto Varas e Lagos Andinos

Puerto Varas
Créditos: viagensaamericadosul

A cidade de Puerto Varas fica na região dos Lagos Andinos, às margens do lago Llanquihue. Na cidadezinha, os viajantes podem se hospedar e aproveitar para visitar a área do vulcão Osnoro, que fica ao lado de Puerto, além de conhecer a Igreja Sagrado Corazón de Jesus, um Monumento Histórico Nacional com arquitetura alemã. Na região dos Lagos Andinos, os viajantes podem conhecer o Parque Nacional Vicente Perez Rosales através de um cruzeiro pelos lagos ou a pé, e em sua região conhecer o vulcão Tronador, o Lago Todos los Santos, os Saltos de Petrohué e inúmeros bosques de coihue e olmo. O Parque Nacional del Alerce Andino também é uma das atrações da região dos lagos, onde os viajantes podem ver de perto o Lago Chapo e o Rio Correntoso. Além de vistas deslumbrantes de lagos e montanhas, a região dos Lagos Andinos também é um dos lugares preferidos dos amantes de esportes radicais como rafting, que pode ser feito nas corredeiras do Petrohué.

8 – Valle Nevado, El Colorado, La Parva e Farellones

Valle Nevado
Créditos: visitchile

Considerado o destino mais famoso, as estações de esqui de Valle Nevado, El Colorado, La Parva e Farellones juntas formam a maior superfície para se esquiar da América do Sul. Você pode passear de uma estação a outra só de teleférico ou com o esqui e apreciar a vista de cada estação. As atração off-pistas são um circuito de jogos aéreos que funciona das pontes de corda à tirolesas, onde os participantes são transportados até o local de partida e deslizam até próximo restaurante principal da estação. Além do tubing, que é uma versão dos tobogãs na neve com bóia típicas de parques aquáticos.

Veja também:  A emocionante história da brasileira com uma grave doença que já viajou por diversos países

9 – Valle do Colchágua (Rota do Vinho)

Valle do Colchágua
Créditos: inesquecivelcasamento

O Valle do Conchágua tem um dos melhores solos vitivinícolas do Chile, com mais de 27 vinícolas que se destacam por produzir os melhores vinhos do país. A Rota do Vinho do vale foi o primeiro circuito turístico do vinho criado no Chile, em 1996, e é nela que os visitantes de Santa Cruz podem fazer degustações de vinhos pelas vinhas Casa Silva, Cono Sur, Viñedos Orgánicos Emiliana (VOE), Luis Felipe Edwards, Viu Manent, Casa Lapostolle, Montes, Laura Hartwig, Estampa, Montgras, Bisquertt, Los Vascos, Hacienda Araucano e Siegel. Nas visitas guiadas às vinhas, os viajantes podem entender mais dos processos de produção dos vinhos, além da degustação e de compras nas lojas de vinhos e souvenires de cada vinícola.

10 – Pucon

Pucon
Créditos: dicaschile

Pucón é uma cidade cartão postal do Chile, que fica a mais ou menos 9 horas de viagem de trem de Santiago. Durante o verão, a cidade recebe turistas na Playa Grande, uma praia de pedras que vira o point nos dias de sol e na tirolesa do Termas Rio Trancura, que fica a mais ou menos 28km de distância da cidade.

E para quem gosta de trekking, o Parque Nacional Huerquehue é uma boa opção. O lugar conta com um terreno montanhoso, onde você pode observar o lago Tinquilco em vários pontos da subida. Além da trilha ao vulcão Villarica, de lá você consegue ver os vulcões Osorno, Lanín e Choshuenco, um dos passeios mais aventureiros que não pode faltar no seu roteiro.

O que não falta é lugar incrível para conhecer no Chile! Corre para garantir sua viagem!

O Hotel Urbano agora é Hurb. Valorizamos o que importa: você.