Home » Dicas de Viagem » Como planejar os gastos da sua viagem
Dicas de Viagem

Como planejar os gastos da sua viagem

Está prestes a viajar e uma das questões que mais te preocupa é a quantia de dinheiro que você acha que deve disponibilizar para seus dias longe de casa?

Não fique aflito. Se te serve de consolo, você não é a única pessoa a passar por isso antes de viajar. É normal ter esse tipo de dúvida quando se está indo para um local na qual você não conhece nada, ou que não está acostumado a frequentar.

Dinheiro planejado para viagem
Quanto devo levar para cada dia da minha viagem? Ó dúvida…

Mas o Blog HU, como bom amigo do viajante, vai dar umas dicas. Vamos a elas:

Não existe um valor específico para cada cidade

Nem para cada viajante. Existe, na verdade, um valor específico para cada pessoa de acordo com cada destino. Afinal, os preços dos estabelecimentos comerciais, das atrações turísticas e dos meios de transporte podem até ser fixos, mas seria muita ingenuidade da nossa parte achar que todo mundo é igual e tem as mesmas despesas enquanto viaja.

Tem gente que pode ir para Miami e acabar extrapolando nos gastos por não resisti aos preços dos outlets, ao passo que outros preferem passar a quarteirões de distância dessas lojas. Há quem não dispense naquele restaurante laureado, citado como um dos melhores do país por revistas especializadas. Mas tem um grupo de pessoas que fica muito bem com um prato simples em um restaurante comum.

Um casal pode ver sua viagem a Veneza não fazer nenhum sentido se não fizer um passeio numa das clássicas gôndolas pelas vielas alagadas da cidade. No entanto, não é todo mundo que está disposto a desembolsar US$ 125 por uma voltinha de 40 minutos. Muita gente paga o preço que for necessário para visitar as principais atrações turísticas do destino que está visitando. Outros preferem escolher uma, duas — ou até três, vai. “Mas só se não ficar muito apertado…”

Veja também:  7 resorts para você curtir em Búzios
Venice-Gondolas-2
Será que esse foi um dia “fraco” de passageiros? Acho difícil…

Com tantos exemplos, chegamos ao senso comum que, não por acaso, foi o nome deste tópico: “não existe um valor específico para cada cidade”.

 

Comidas e bebidas

Uma boa maneira de ter ideia de quanto você vai gastar para se alimentar enquanto viaja é dando uma olhada nos sites dos restaurantes locais e nos seus cardápios. Pode até ser que você não coma em nenhum deles. Mas esse é um bom meio para nortear suas despesas.

Para galera que está com os centavos contados, uma bizu: vai sair para bater perna na rua? Leve uma garrafa de água sempre que puder. Existem muitos lugares que um simples copinho de água pode causar um desfalque considerável se você já estiver com o orçamento todo comprometido.

Compras

Apple sotre
Não tem jeito: maçã é símbolo de tentação

Faça uma lista do que está precisando. Depois, veja quais dos itens valem mais a pena serem comprados durante a viagem. Se você for para a Argentina, por exemplo, vale muito trazer artigos feitos de couro. Já numa viagem para os E.U.A. é vantajoso à beça trazer eletrônicos (só é preciso ficar atento ao limite permitido pela alfândega para não correr o risco de ter que pagar a taxa equivalente a 50% do valor de tudo que você comprou, o que pode tirar boa parte da vantagem de ter comprado o produto nos states).

Locomoção

Para se deslocar de um ponto a outro a tempo de conhecer o maior número de lugares possíveis, você provavelmente vai ter que gastar dinheiro com táxis, locações de veículos, ônibus e etc.

Carona planejar gastos
Tem quem aceite uma carona para qualquer lugar

É aí que entra, mais uma vez, a pesquisa. Não hesite em recorrer ao nosso querido oráculo Google e tente descobrir os valores dos bilhetes dos transportes públicos, use sites como o Worldtaximiter.com (para viagens internacionais) e o Tarifadetaxi.com (para viagens nacionais) e tenha uma noção do valor das distâncias que você planeja percorrer. Aproveite até para olhar a cidade no mapa e identificar os locais que você pretende passar. Quem sabe não dê para marcar traçar uma rota que pode ser percorrida a pé?

Veja também:  Com que roupa eu vou? Dicas de look para as férias de verão

Saldo final

Como você já deve ter percebido, dois passos são fundamentais para organizar seus gastos numa viagem: identificação da necessidade e pesquisa. Resumindo: primeiro você para, pensa e anota seus interesses, desejos e intenções. Depois, é só fazer uma pesquisa para descobrir onde estão as melhores oportunidades que se adequam aos seus planos e descobrir como chegar até elas.

 

Curtiu as dicas do Blog HU? Tem mais a acrescentar? O espaço logo abaixo é todo seu. Fique à vontade! E não esqueça de garantir seu pacote!

5 comentários

Clique aqui para comentar