Home » Dicas de Viagem » Copa das Confederações – O que fazer em Fortaleza antes e depois de a bola rolar
Dicas de Viagem Nacionais

Copa das Confederações – O que fazer em Fortaleza antes e depois de a bola rolar

No primeiro post da série “Copa das Confederações – O que fazer enquanto a bola não rola”, o Blog HU falou sobre Brasília e deu ótimas dicas e informações sobre os principais pontos turísticos, os mirantes mais frequentados, alguns dos principais restaurantes, bares e casas de show da capital federal; e, de quebra, explicou o Plano Piloto e a peculiar geografia da cidade.

O post de hoje vai falar da capital onde a seleção brasileira fará sua segunda apresentação na copa: Fortaleza.

castelao-interna
O nova Arena Castelão. E aí, ficou bonito?

 

O Brasil encara o México no dia 19 de junho, às 16h, na nova Arena Castelão. Mas essa pode não ser a única apresentação da seleção canarinho em solo cearense. Caso o Brasil se classifique em segundo lugar no seu grupo, haverá outro jogo na Arena Castelão, no dia 27 de junho, dessa vez contra o primeiro colocado do grupo B.

Ambos os jogos acontecerão em dias de semana. O primeiro numa quarta e o segundo numa quinta-feira. No entanto, a falta de uma partida em um fim de semana não frustra as expectativas do torcedor que estiver acompanhando a seleção na capital cearense. Até porque, o principal atrativo da cidade, as praias, “funciona” sete dias por semana. Sem hora pra abrir ou fechar.

As praias de Fortaleza

Praia do Futuro

Fica a 11 quilômetros do centro, mas mesmo assim é a preferida entre os banhistas. O grande atrativo da praia não é o mar, que intima qualquer pessoa a um mergulho refrescante, nem as dunas, que garantem boas fotos e muita diversão a todos; mas sim as barracas com excelente infraestrutura que possuem tudo que o turista precisa para um dia inteiro de muita curtição.

 

praia-do-futuro-viajar-pelo-mundo
Praia do Futuro, excelente infraestrutura. Repare na quantidade de barraquinhas disponíveis na areia

Além dos tira-gostos, bebidas, chuveirões de água doce, cadeiras e mesas; todos itens típicos de barracas e quiosques praianos, há palco para shows de forró e humor, além de festas comandadas por DJ’s que tocam todos os hits do momento.

Veja também:  Governo do Ceará pagará conta de energia de 534 mil famílias durante os próximos três meses

Praia do Meireles

Assim como Iracema, a Praia do Meireles não é lá muito convidativa para um mergulho. A boa dessa região da cidade é o calçadão super movimentado, os bares e a feirinha de artesanato que funciona a partir das 17h. O valor do táxi é bem amigável.

O lado negativo dessa praia é a grande quantidade de ambulantes. Eles parecem surgir do nada e se multiplicam à medida que você diz não a um. No entanto esse inconveniente não impede que seu passeio pelo calçadão seja bem agradável.

Iracema

O forte de Iracema não é o mar, já que tem águas impróprias para o banho. O legal da região é sua infraestrutura. Bem próximo ao calçadão, local muito procurado para a prática de atividades físicas, estão diversos bares e restaurantes.

Ponte Metálica
Ponte Metálica – O pôr do sol daqui é irado

No fim de tarde a boa é partir para a Ponte Metálica, uma espécie de píer muito procurado por turistas e locais que querem assistir o pôr do sol de um dos ângulos mais belos da cidade.

Dica: fique ligado quando estiver caminhado por Iracema. Não dê bobeira com pertences como máquinas fotográficas, celulares, carteiras, etc. Há algumas pessoas má intencionadas na região.

Mucuripe

Um pedacinho caiçara em pleno centro urbano, assim pode ser definido Mucuripe. Os diversos barquinhos, na maioria bem simples e rústicos, flutuando tranquilos no mar denotam bem o clima que os turistas encontrarão por lá.

O local é uma ótima opção para quem gosta de beliscar um peixinho recém-pescado. As barracas do Mercado do Peixe oferecem os frutos do mar mais frescos de Fortaleza.

Mercado Central

Se você não consegue fazer uma viagem e voltar pra casa sem nenhuma lembrancinha do local que visitou, não pode deixar de ir ao Mercado Central. Lá tem de tudo. Nas mais de 500 barracas do local é possível encontrar desde castanha de caju e bolsas de couro a cangas de praia e tapetes artesanais. A oferta de calçados e chapéus por lá também é tentadora.

Veja também:  10 cidades brasileiras com nomes super curiosos

 

Mercado Central Fortaleza
Mercado Central de Fortaleza, um show de variedades

 

O preço dos produtos não varia muito de uma loja para outra. Por isso, se encontrar algo legal, não gaste seu tempo procurando encontrar outra lojinha que venda mais barato. É melhor garantir logo o item que você gostou e economizar tempo para comprar mais coisas. No entanto, a boa e velha pechincha é válida em qualquer lugar.

As mulheres que se esqueceram de pôr sua roupa de banho na mala podem até fica felizes por isso quando entrarem na fábrica de biquíni que há no Mercado Central. Os modelos mais caros, com bojo e tudo, saem por R$30,00.

 

Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

Localizado no bairro de Iracema, o Dragão do Mar é um espaço que reúne teatros, cinema, palco para shows, galerias de artes, planetário, restaurante e dois museus.  O calendário do local, sempre lotado de atrações interessantes, trouxe de volta o grande fluxo de turistas e moradores, e ajudou na restauração dos casarões neoclássicos que ficam no entorno.

Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura HU
O belíssimo Dragão do Mar

O Centro Dragão do Mar é um equipamento cultural que transborda cultura. É um ponto de visitação obrigatório para quem vai a Fortaleza. Se for possível, reserve mais de uma dia para dar uma passada lá, pois há muita coisa bacana para ver. Depois de bater perna pelo olhando tanta coisa no Centro, é hora de relaxar e fechar a noite em um dos vários bares próximos.

Serviço:

Endereço: R. Dragão do Mar, 81

Tel: (85) 3488-8600

Gastronomia

Gosta de lagosta? Se a resposta for afirmativa, prepare-se. Você estará no estado que é o maior exportador brasileiro dessa iguaria do fundo do mar. Os preços são mais que justos. Em nenhuma outra cidade você vai conseguir comer tanta lagosta pagando o preço que pagará em Fortaleza. Isso sem falar na inventividade dos restaurantes e barracas loais, que servem o crustáceo de maneiras que você nem imagina.

Veja também:  Destinos que Cabem no Bolso: Canoa Quebrada

 

Lagosta Fortal
Hmmm…

 

As outras opções mais populares também vêm do mar: peixes e camarões. Isso sem falar na consagrada carne-de-sol, na feijoada de corda, na carne de carneiro, na casquinha de siri…

Noite

Para transmitir a ideia de quanto a noite de Fortaleza é agitada, nada melhor que citar o Forró do Pirata, que rola no Pirata Bar, situado em Iracema. O bar agita a Praia de Iracema desde 1986, tocando muito forró, baião e outros ritmos tipicamente nordestinos. Além da Banda do Pirata, que marca presença rotineiramente, grandes nomes da MPB como Belchior, Oswaldo Montenegro, Adriana Calcanhoto e até Gonzaguinha já se apresentaram por lá. O Bar Pirata já saiu até no The New York Times, jornal mais prestigiado do planeta, como o bar que promove “a segunda-feira mais louca do mundo”.

Bares
Os casarões no Centro Antigo garantem uma noite descontraída com o céu de Fortaleza como pano de fundo

Como já dissemos lá em cima, as barracas da Praia do Futuro são boa opções com shows de músicas e espetáculos de humor. As mais famosas são Crocobeach, Chico do Caranguejo e Marulho. Outra dica que também já foi citada é dar uma passada em um dos bares vizinhos ao Centro Dragão do Mar. Lá a cerveja é sempre gelada e o clima totalmente informal e descontraído.

Agora é hora de programar sua viagem para Fortaleza. Clique aqui e escolha seu pacote.