Home » Economia » Não vai viajar por conta do Coronavírus? poupe para sua próxima viagem!
Economia

Não vai viajar por conta do Coronavírus? poupe para sua próxima viagem!

Neste post o Gestão Financeira Criativa apresenta as melhores estratégias de poupar dinheiro para sua próxima viagem. Confira!

O Coranavírus vem causando sérios impactos no mundo todo. Além dos problemas de saúde e das mortes que ele causa, o pânico e as medidas de segurança geram muitos impactos no mundo todo. Do ponto de vista econômico, todos os países vêm sofrendo reduções nas expectativas de crescimento. Nos investimentos, bolsas de valores também sentem fortes quedas que não viam há algum tempo. E, no ramo de viagens, impactos também estão aparecendo.

Para você ter uma noção, o setor de turismo de negócios deve sofrer um impacto de cerca de US$ 820 bilhões na receita, segundo pesquisa da Associação Global de Turismo de Negócios. Quase metade deste prejuízo é relacionado à China, país onde iniciou-se o surto do Coronavírus e também uma das principais potências econômicas. Considerando o transporte aéreo como um todo, a projeção é de perdas globais entre US$ 63 bilhões e US$ 113 bilhões, de acordo com a Associação Internacional de Transporte Aéreo.

E vemos reflexos disso por aqui. As companhias aéreas já suspenderam voos para alguns destinos, como por exemplo para a Itália, um dos países mais afetados pela doença. E as agências de turismo registram altas nos cancelamentos de viagens.

E ainda temos a alta do dólar como mais um fator que tem feito as pessoas repensarem suas viagens, principalmente os pacotes internacionais. Com a economia sofrendo impactos por conta do Coronavírus, a bolsa de valores acaba caindo e a moeda norte-americana acaba subindo.

Saiba como economizar para as férias com a Gestão Financeira Criativa

O que fazer?

Ninguém sabe até onde o Coronavírus vai. Num cenário mais positivo, os casos podem começar a cair e a vacina pode ser desenvolvida, ou, num cenário mais negativo, os casos podem continuar aumentando. Estas incertezas fazem muita gente que iria ou gostaria de viajar coçar a cabeça.

Veja também:  O sucesso em tempos difíceis

O primeiro ponto é você acompanhar o noticiário sobre os casos da doença e tomar as medidas de precaução. Veja se o local para o qual você pretendia ir está entre as zonas mais afetadas pela doença. Caso você não se sinta confortável para viajar, você tem o direito de cancelar.

O Ministério Público emitiu recomendações para que a Agência Nacional de Aviação Civil assegure aos clientes de empresas aéreas o direito de cancelar passagens a destinos atingidos pela doença, sem a cobrança de taxas e multas. Empresas de hotéis e cruzeiros também vem se movimentando possibilitando cancelamentos e remarcações.

Se você receber reembolso, deixe o dinheiro aplicado para viajar depois que as coisas voltarem ao normal. Além do dinheiro estar guardado, ele também terá rendimentos. Se você ainda não tinha comprado as passagens e resolveu postergar a viagem, também busque deixar o dinheiro aplicado.

Nos dois casos, depois que as coisas voltarem ao normal, seu dinheiro estará separado para viajar!

Veja outras matérias no blog Gestão Financeira Criativa

Victor Barboza – Especialista em finanças e fundador da GFC – Gestão Financeira Criativa