Home » Dicas de Viagem » Lago Titicaca – Um dos destinos mais exóticos da América do Sul
Dicas de Viagem Internacionais

Lago Titicaca – Um dos destinos mais exóticos da América do Sul

Poucos países são tão ricos culturalmente quanto o Peru. Não à toa que, somente no ano passado, 2,8 milhões de turistas visitaram o país. Um número 10% maior que em 2011. E se podemos ter uma certeza quanto ao interesse de grande parte dessas pessoas que viajam para o país, ela nos diz que a plural diversidade natural e cultural do país são os principais motivadores para tanta gente de fora desembarcar nesse país andino.

Um ícone dessa variedade de opções, tanto natural quanto cultural, é o Lago Titicaca. Localizado na região sul, o lago impressiona por sua beleza e características. O Titicaca é o lago comercialmente navegável mais alto do mundo e está rodeado de pequenos povoados com hábitos singulares e paisagens que oferecem uma experiência de viagem  igualmente única aos seus visitantes.

lake-titicaca cover
A imensidão do Titicaca

Os números do Lago Titicaca impressionam. Ele se espalha por uma área de cerca de 8.300 km², banhando dois países: Peru e Bolívia. Está a 3.821 metros acima do nível do mar, no altiplano dos Andes. A profundidade média é de 140  a 180 metros, sendo que a profundidade máxima pode chegar a 280 metros. Cerca de 25 rios desaguam no lago, que é abastecido pelas águas do degelo das montanhas que o cercam. As 41 ilhas são habitadas por cerca de duas mil pessoas e são abertas ao turismo vivencial.

Diversos sítios arqueológicos podem ser visitados ao longo do Titicaca, que tem como principais habitantes os povos Uros, descendentes dos incas. Eles vivem, em geral, da pesca e da agricultura às margens do lago.

Uros Floating Islands
O colorido vibrante dos povos locais é um dos atrativos das ilhas

Para chegar até a comunidade de Uros é necessário viajar cerca de 20 minutos, de barco, partindo da baía de Puno. Os habitantes deste grupo vivem em “ilhas flutuantes” fabricadas artificialmente com totora – planta herbácea aquática comum em regiões de pântanos, cujo talo mede entre um e três metros. Para que as ilhas não saiam flutuando lago a dentro, eles utilizam cordas para ancorá-las. A totora, aliás, é elementar na vida do povo de Uros. Eles também utilizam o junco para construir casas e embarcações.

Veja também:  As belas praias do Peru para aproveitar em 2020
Uros Floating Islands 2
Quase tudo que você vê nessa imagem foi feito a partir Totora. A planta, abundante em algumas partes do lago, permite a flutuação das ilhas
Floating Islands Uros
Essa imagem mostra bem as característica rudimentares das ilhas
Uros Floating Islands 1
É inegável a veia artística do povo local

Outra ilha de destaque é Taquile, que está localizada no meio do lago e possui 1,6 km de largura por 5,8 km de comprimento. Por lá vivem cerca de 500 famílias que levam a vida produzindo materiais têxteis feitos a mão que, além de serem considerados as manufaturas de melhor qualidade do Peru, são bastante cobiçados por suas formas e cores que concedem ao itens uma forma artística de valor.

Taquile Island Peru
Dá uma boa foto, né?

Amantani é outra ilha que vale uma visita. O local conta com dois sítios arqueológicos (1.000 a.C.), que dominam praticamente toda sua extensão territorial. Ali são realizados ritos ancestrais para a fecundação da terra. Já o arquipélago de Anapia (Wiñaymarca), composto de cinco ilhas, está dedicado à agricultura e à criação de vicunhas.

Amantaní
As águas serenas do Titicaca e a ilha Amantani ao fundo
Amantaní 1
Terrazas em Amantani

Nestas ilhas acontece algo bem interessante. Os Aymaras, como são chamados os habitantes da ilha, recebem os visitantes em suas próprias moradias, permitindo aos turistas participarem dos trabalhos comunitários e experimentarem a huatia, espécie de cozido ou sopa de favas e batatas com peixe-rei. Na região também é possível fazer passeios de caiaque ou desfrutar dos serviços de luxo oferecidos por alguns hotéis à beira do lago.

Sobre Puno:

Puno, localizada ao lado do Lago Titicaca, é uma excelente opção para o turista que visita o lago mais alto do mundo. A cidade é considerada a capital folclórica do Peru. As pessoas que vivem nessa região conservam tradições ancestrais, assim como celebrações, já que Puno é sede da famosa Festa da Virgem da Candelária, padroeira da cidade e que representa a maior manifestação cultural, musical e de dança do Peru. No total, são mais de 300 tipos de danças. É de lá que partem barcos para as ilhas Urosl, Taquile e outras da região.

Veja também:  Bar vai dar 200 chopes se Gabigol fizer gol no jogo contra o River Plate

Abaixo, um mapa bem bacana para te ajudar a entender área que circunvizinha o lago:

Lake-Titicaca-Map-2
Os principais destinos do Lago Titicaca

O Hotel Urbano tem pacotes para América do Sul, confira!