Home » Curiosidades » Viajar não tem idade: conheça as vovós que saíram pelo mundo depois dos 60
Curiosidades

Viajar não tem idade: conheça as vovós que saíram pelo mundo depois dos 60

O desejo de explorar o mundo, viajar e realizar jornadas  que existe dentro de nós, geralmente, é relacionado aos jovens. Pelos mais diversos motivos, esse público acaba sendo o principal na hora de realizar esse tipo de sonho. Acontece que não existe idade certa para viajar!

É crescente o número de histórias que surgem por aí de idosos que decidiram viajar o mundo, realizar intercâmbios, conhecer lugares que sonharam a vida toda ou simplesmente experimentar uma coisa nova.

mochileiras
Foto: Financials

Muitas vezes, o ímpeto de viajar dessas pessoas na terceira idade acaba surgindo em momentos de tristeza e perdas, como o diagnóstico de uma doença ou o falecimento do companheiro de uma vida toda. Em outros casos, são motivadas por perceberem que estão no momento da vida em que justamente podem e devem fazer apenas o que desejam – já se aposentaram, criaram seus filhos, quitaram todas as dívidas.

Segundo dados do setor, cresce 45% ao ano o número de brasileiros acima dos 50 anos que decide realizar intercâmbios no exterior. Uma pesquisa do Ministério do Turismo, realizada em novembro de 2017, mostrou que 31,7% dos idosos consultados tinham a intenção de viajar até maio de 2018. Por isso, o setor turístico tem se motivado a fazer adequações.

Uma recente reportagem da BBC Brasil, tratando do assunto, apresentou a história inspiradora de três mochileiras aos 60. Conheça!

Mochileiras aos 60

Antes de se aposentar, Iracema Genecco, de 67 anos, teve uma vida dura. Sua juventude foi de uma rotina bastante cansativa. Jornalista, ela chegou a acumular 3 empregos para criar sua filha única. Isso sem contar as horas extra que sempre realizava para aumentar a renda. Assim que se aposentou, quando fez 60 anos, já fez sua primeira viagem para conhecer várias regiões da Europa. Foi assim que ela decidiu se tornar uma mochileira.

Veja também:  Turismo para quem quer viajar sozinho!
mochileiras
Foto: Arquivo Pessoal/Iracema Genecco

Já faz 5 anos que ela decidiu nunca mais ter paradeiro fixo e passou a levar a vida viajando! Ela conheceu lugares como a Ilha de Páscoa, o Irã, a Rússia e diversos países da Europa, onde passou meses seguidos. Atualmente, está na Espanha há nove meses. Para sobreviver nos países, ela utiliza a aposentadoria e também trabalha em troca de hospedagem e alimentação.

Vera Lúcia Andrade, 69 anos, e Flora Contin, 65, possuem histórias parecidas. Os cuidados com a família e com seus empregos tomou conta de suas juventudes. Foi a aposentadoria que as inspirou a fazer mochilões: viagens totalmente sem luxo e com baixo custo.

Em 2017, Vera decidiu acompanhar o filho mais novo, de 22 anos, quando ele anunciou que sairia sozinho em um mochilão pela Europa. Ela e o filho viajaram durante 18 dias. Conheceram Roma e Florença, na Itália; Liubliana, na Eslovênia; Zagreb, na Croácia, e Viena, na Áustria.

mochileiras
Foto: Arquivo Pessoal/Vera Lúcia Andrade

Já Flora também tentou conseguir uma companhia, mas os dois filhos não puderam ir junto. Ela conta que teve medo de ir sozinha, mas superou em nome de realizar seu sonho! Para organizar a aventura, ela acessou diversos sites e páginas sobre mochileiros que foram para o mesmo destino. Ela passou dois dias em Lima, capital do Peru. Depois foi para Cusco, onde visitou sítios arqueológicos e museus. Por fim, embarcou no ônibus que a levou a Machu Picchu.

mochileiras
Foto: Arquivo Pessoal/Flora Contin

Inspire-se com esses relatos e viva mais histórias com o HU!