Home » Dicas de Viagem » Os 10 museus mais visitados do mundo
Dicas de Viagem Internacionais

Os 10 museus mais visitados do mundo

Um show de cultura e uma viagem no tempo, de deixar qualquer amante da arte fascinado. É isso que os mais famosos museus, ao redor do mundo, proporcionam! E por isso são tão procurados pelos turistas e parada obrigatória nas viagens. Obras de arte famosas, coleções históricas e uma experiência singular.

Pensando nisso, montamos um Top 10 dos museus mais visitados no mundo, pra apresentar e contar um pouquinho sobre cada um deles para vocês!

1- Museu do Louvre em Paris

Museu do Louvre em Paris
A magia do Museu do Louvre começa antes da entrada: sua arquitetura é um show a parte!

 Além de casa do clássico quadro Mona Lisa, de Leonardo Da Vinci, o Museu do Louvre é o mais famoso e visitado do mundo, com um conjunto de obras de impressionar a qualquer um. O Museu foi construído no século 12, para ser uma fortaleza e proteger Paris. Em seguida, virou um palácio da realeza francesa. Atualmente, é simplesmente dono de um dos mais incríveis acervos de cultura, arte e história do planeta.

2- Metropolitan Museum of Art em Nova York

Metropolitan Museum of Art em Nova York
Em 2012, o Metropolitan Museum of Art recebeu mais de 6 115 881 visitas!

Também conhecido como Met, o  Metropolitan Museum of Art foi fundado em 1820 e é um dos maiores e mais importantes museus do mundo! Foi criado por um grupo de americanos vivendo em Paris, que resolveram criar uma coleção de arte para contribuir e agregar cultura aos Estados Unidos. Hoje, o museu conta com mais de 2 milhões de obras em seu incrível acervo, que ilustram 5 mil anos de história – desde a pré-história até a atualidade. Imperdível!

3- Museu Britânico em Londres

Museu Britânico em Londres
Em 2000, o museu inaugurou a “Great Court”, a maior praça coberta da Europa! Fica no espaço central do edifício.

O Museu Britânico inaugurou em meados do século 18 e só fechou suas portas durante as duas guerras mundiais. A entrada é gratuita e seu acervo permanente conta com peças de valor inestimável, como sarcófagos, múmias, armaduras, máscaras astecas, joias persas e manuscritos medievais. Além disso, destacam-se a famosa Pedra de Roseta e as esculturas de Partenon.

Veja também:  Mochilão pela Europa: Saiba como planejar sua viagem para visitar mais de 10 destinos

4- Tate Modern em Londres

Tate Modern em Londres
Além do espetacular acervo do museu, no sexto andar há um restaurante que descortina uma vista incrível para o rio Tâmisa e a Catedral de St.Paul!

O Tate Modern existe há apenas 13 anos, mas não demorou muito para se tornar o museu mais popular de arte moderna e contemporânea do mundo. O sucesso é tanto, que o Tate Modern faz parte do restrito grupo de museus que atraem 5 milhões de visitantes por ano. Sua coleção reúne mais de 70 mil obras, de grandes nomes como Picasso, Miró e Chagall. Arte moderna e contemporânea internacional, que deslumbra os apreciadores da arte!

5- National Gallery em Londres

National Gallery of Art
Sua localização privilegiada, na Trafalgar Square- coração de Londres, contribui para que o museu seja um dos mais populares de Londres!

Localizado bem no coração de Londres, o National Gallery, além de um dos museus mais populares de Londres, é uma das mais importantes galerias de arte do mundo! Com entrada franca, o museu abriga mais de 2.300 obras, que incluem nomes como Da Vinci, Van Gogh, Caravaggio, Monet, Michelangelo e Renoir.

6- Museu do Vaticano

Museu do Vaticano
Abriga valiosas e extensas coleções de arte e antiguidades. Tudo colecionado ao longo dos séculos, pelos pontífices romanos.

Por obra do acaso, o Papa Julio II acabou criando um dos maiores acervos culturais do planeta quando decidiu expor uma coleção de esculturas, no começo do século 16. O conglomerado dos Museus Vaticanos inclui seções de história egípcia, tapetes, cerâmicas, arte contemporânea, além da deslumbrante Capela Sistina. Estas seções abrigam extensas e valiosas coleções de arte e antiguidades colecionadas ao longo dos séculos pelos pontífices romanos.

7- National Palace Museum em Taiwan

National Palace Museum em Taiwan
Coleções de obras asiáticas foram espalhadas pela China, para evitar a destruição durante guerras.

A coleção do Museu do Palácio Nacional de Taipei começou com os objetos de Pu Yi, último
imperador da China, que abdicou em 1912. A sua coleção de delicadas obras de arte asiática, tecidos, esculturas de bronze e peças religiosas foi espalhada pela China, para evitar a destruição durante diferentes guerras, até ser reunida novamente em Taiwan.

Veja também:  Museu de Artes e Ofícios – Um passeio pela história do trabalho no Brasil

8- National Gallery of Art em Washington

National Gallery of Art em Washington
O museu, atualmente, é referência cultural dos Estados Unidos!

A Galeria Nacional de Arte de Washington foi fundada em 1941, com o objetivo de rivalizar com os maiores museus do mundo. O objetivo foi alcançado e, hoje, o museu é uma referência cultural dos Estados Unidos, com obras de artistas como Picasso, Rembrandt e Van Gogh. Grande parte de sua obra foi doada e concentra uma das melhores coleções de pinturas e esculturas ocidentais do mundo.

9- Centro Pompidou em Paris

Centro Pompidou em Paris
Quando foi inaugurado, o Centro Pompidou gerou polêmica entre os parisienses, por causa da sua arquitetura extravagante. Hoje é marco turístico e cultural!

O Centro Georges Pompidou (Centre national d’art et de culture Georges-Pompidou) é um complexo fundado em 1977 em Paris, França, que abriga museu, biblioteca, teatros, entre outros equipamentos culturais. O projeto foi considerado extremamente arrojado, sendo inserido em um momento de crise da arquitetura moderna, embora tenha sido bastante criticado. Alguns teóricos afirmam que o Centro é um dos marcos do início da pós-modernidade nas artes.

10- Musée d’Orsay em Paris

 Musée-dOrsay-river em Paris
O edifício onde o museu está situado é uma antiga estação de trem.

Situado às margens do Rio Sena, o Museu d’ Orsay foi inaugurado em 1986, com coleções compiladas de três museus franceses, como o Louvre, por exemplo. As coleções do museu apresentam, principalmente, pinturas e esculturas da arte ocidental do período compreendido entre 1848 e 1914. O edifício onde está situado o museu é uma antiga estação de trem da cidade.