Home » Curiosidades » Dia das Mulheres: Conheça 15 mulheres incríveis pelo mundo
Curiosidades Top Listas

Dia das Mulheres: Conheça 15 mulheres incríveis pelo mundo

Ao longo da história sabemos que as mulheres viveram por muito tempo oprimidas. Mas, mudanças aconteceram e mulheres incríveis marcaram a memória da humanidade. Então, para celebrar o Dia das Mulheres, confira a seguir uma lista com grandes nomes que deixaram importantes contribuições para a sociedade.

Dia das Mulheres
créditos: Hurb

Marta

Nascida em Alagoas, Marta é a maior jogadora de futebol brasileira dos últimos tempos. Foi eleita por seis vezes a melhor do mundo e  é um recorde entre mulheres e homens. Em 2015, Marta se tornou a Maior Artilheira da História das Copas do Mundo de Futebol Feminino, com 15 gols, e também foi a Maior Artilheira da História da Seleção Brasileira, com 101 gols.

Jogadora Marta
Crédito: acritica.com

Malala

Militante dos direitos das mulheres, Malala é uma jovem paquistanesa que foi vítima de um atentado por defender os direitos de meninas irem à escola. Aos 17 anos foi a ganhadora mais jovem do Prêmio Nobel da Paz.

Malala
Créditos: Torre de Vigilância

Maria da Penha

Farmacêutica e brasileira, após ser vítima simbólica de violência doméstica, Maria da Penha é líder de movimentos de defesa dos direitos das mulheres. Em sua homenagem foi criada a Lei Maria da Penha e atualmente ela é fundadora do Instituto Maria da Penha, ONG sem fins lucrativos que tem o objetivo de combater a violência doméstica e contra a mulher.

Maria da Penha
Créditos: Fala Universidades

Anne Frank

Nascida na Alemanha em 1929 e filha de judeus, Anne foi vítima do Holocausto e se tornou um símbolo depois de relatar em um diário tudo que passou no campo de concentração de Bergen-Belsen, onde morreu em 1945. Anos depois, seu pai, o único sobrevivente da família resolveu publicar o tão famoso “Diário de Anne Frank“. Depois disso, Anne foi apontada como símbolo universal contra a intolerância, se tornando referência para as milhares de pessoas que morreram no Holocausto.

Dia das Mulheres
créditos: annefrank.org

Diana

 Considerada um ícone até hoje na história mundial, Diana Frances Spencer, muito conhecida como princesa Diana ou Lady Di, foi uma aristocrata e filantropa (quem tem amor pela sociedade). A princesa era vista como uma celebridade, ícone de moda, elegância, beleza e muito admirada pelos seus trabalhos de caridade. Um dos seus feitos mais conhecido foi seu envolvimento no combate à AIDS, que na época atingia e aterrorizava todo o mundo. A “princesa do povo” abriu a primeira unidade dedicada ao HIV no Reino Unido e participava pessoalmente dos tratamentos de pacientes.

Veja também:  Parque da Universal Studios terá atração da série Stranger Things
Dia das Mulheres
créditos: blogs.jornaldaparaiba.com.br/

Madre Teresa

Foi uma religiosa católica da Macedônia, declarada como Santa em 2016. Madre Teresa também foi fundadora da congregação das Missionárias da Caridade, que tinha o objetivo de servir aos mais pobres, o que lhe concedeu o nome de “a santa das sarjetas”. Graças ao seu trabalho humanitário, recebeu homenagens e títulos, como o prêmio Nobel da Paz pela luta da pobreza, em 17 de outubro de 1979.

Madre Teresa
Créditos: santuariodoscmj.com.br

Oprah

Uma das personalidades mais influentes da TV americana. Com uma história incrível de superação, Oprah teve uma infância marcada por abusos sexuais e uma gravidez aos 14 anos. Hoje ela é a única negra que ocupa uma posição dentre as 70 mulheres mais poderosas do mundo.

Oprah
Créditos: sempretops.com

Rosa Parks

Costureira negra de 42 anos. Rosa entrou para história em 1 de dezembro de 1955 ao negar ceder lugar no ônibus para um homem branco, onde naquela época a segregação racial era permitida. Após o acontecido ela foi presa, recebeu multa, ameaças de morte e não conseguia mais arrumar emprego, mas seu papel já tinha sido feito e seu ato de coragem serviu para que ela se tornasse um símbolo no movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos.

Rosa Parks
Créditos: charlestondaily.net

Frida Kahlo

Uma das mais importantes figuras artísticas do século XX. Frida Kahlo nasceu no México, era uma mulher guerreira, corajosa e teve que enfrentar muitos problemas. Além da doença de poliomielite aos 6 anos, ela sofreu um acidente gravíssimo aos 18 anos que mudou a sua vida, passando por uma série de cirurgias até a amputação de dedos dos pés e uma perna. Todas suas obras refletem a verdade, e como ela mesmo dizia: não pintava sonhos e sim a sua realidade, já que ela própria era o assunto que mais conhecia.

Veja também:  Saiba quais são os documentos necessários para viajar aos Estados Unidos
Frida Kahlo
Créditos: Revista CULT

Madonna

Cantora de pop americana. Mas, além de arrasar nos palcos, Madonna se destaca também em ações humanitárias. Fundadora da Raising Malawi, uma organização beneficente dedicada a ajudar pessoas na pobreza extrema e nas dificuldades pelos órfãos do Malawi. Ela ainda apoia ONG’s que oferecem oportunidades sustentáveis a famílias pobres, como a Millenium Promise e a International Medical Corps.

Madonna
Créditos: veja.abril.com.br

Elza Soares

Importante cantora e compositora brasileira. Elza Soares foi obrigada pelo pai a se casar com 12 anos e sofria com violência sexual e doméstica. Ela teve seu primeiro filho com 13 anos, que acabou falecendo, e aos 15 anos perdeu seu segundo filho. Sua história com o jogador Garrincha também foi complicada. Quando se conheceram ele ainda estava casado e Elza sofreu diversos ataques e era hostilizada pelos amigos do atleta. Mesmo assim, depois se casaram e permaneceram juntos por 15 anos. A razão para o término foi mais um drama, porque logo após sair dos gramados, Garrincha se tornou alcoólatra e batia em Elza. E assim, ela teve uma vida muito conturbada, porém nunca perdeu as esperanças e lutou por um futuro melhor.

Elza Soares
Créditos: MdeMulher

Simone de Beauvoir 

Em 8 de janeiro de 1908 nascia em Paris uma grande mulher: Simone de Beauvoir! Escritora, intelectual, filósofa existencialista, ativista política, feminista e teórica social francesa. Todas essas dominações são mais do que justas e bem aplicadas a Simone, afinal, ela teve grande significância para a existência do feminismo, que na época nem sonhava em existir. Simone escreveu diversas obras de romance, biografias, autobiografias sobre filosofia, política, questões sociais e ganhou notoriedade pelo seu tratado “O Segundo Sexo“, que abordava uma análise muito detalhada sobre a opressão das mulheres durante o ano de 1949.

Veja também:  O que fazer em São Francisco: 15 pontos turísticos para você conhecer
Dia das Mulheres
créditos: Jack Nisberg/Sipa Press/Rex Features

Michelle Obama

Primeira negra a ocupar o cargo de Primeira-dama dos Estados Unidos. Michele se envolveu em diversas causas humanitárias logo no início do mandato, como visitas em abrigos de desalojados e também enviou representantes a escolas, afim de defender o serviço público. Michelle é uma mulher muito simples e se tornou ícone para outras mulheres.

Michelle Obama
Créditos: olatorera.com

Carmen Miranda

Mesmo tendo sua naturalidade em Portugal, Carmen Miranda veio com apenas 10 meses para o Brasil e foi aqui que começou toda a sua história. Conhecida como cantora e atriz, Carmen foi a primeira artista a assinar um contrato de trabalho com uma emissora de rádio no Brasil e foi eleita pela revista Rolling Stone como a 15ª maior voz da música brasileira, o que a tornou também um ícone internacional. Símbolo emblemático devido aos seus figurinos nada convencionais. Afinal, quem nunca viu as fotos de Carmen com frutas e flores na cabeça? Em 1941 se consagrou a primeira e única “brasileira”, até hoje, a gravar as mãos na calçada da fama.

Dia das Mulheres
créditos: oliberal.com

Rihanna

Conhecida mundialmente como cantora, Rihanna ultrapassa essa posição e é super engajada com causas e ideais para ajudar quem mais precisa. Mesmo sem cursar o Ensino Superior, ela ganhou o prêmio de ativista do ano pela Universidade de Harvard em fevereiro de 2017. Entre suas ações humanitárias, Riri não esqueceu da sua cidade natal, Barbados. Ela simplesmente criou um centro de tratamento destinado a pessoas com câncer de mama no Hospital Rainha Elizabeth, na capital Bridgetown.

Rihanna
Créditos: stylecaster.com

Somos Hurb, a agência de viagens online que valoriza o que é mais importante: Você! #PartiuViagem ✈😍