Home » Mundo Hurb » Notícias » Rainbown Gathering – Os nômades do século XXI
Curiosidades Notícias

Rainbown Gathering – Os nômades do século XXI

Se um dos integrantes do Rainbown Gathering, diante de uma mapa-múndi, for solicitado a apontar o local onde mora, poderá simplesmente fechar os olhos e apontar para qualquer lugar do mapa. Qualquer um mesmo. Ou simplesmente nenhum. Mas, por que ele pode fazer isso?

Rainbow Gathering (10)

Porque o Rainbown Gathering  é uma comunidade que não tem coordenadas geográfica definida, CEP ou fronteiras. Eles vivem em constante jornada e fazem acampamentos que podem durar dias ou até mesmo meses. Sem trocadilhos com slogan de operadora de celulares, eles vivem sem fronteiras. Aliás, celular, câmeras, acessórios de luxo, vestuário de marca ou qualquer item de consumo que não seja necessário para a sobrevivência estão fora de cogitação.

Os valores pregados no grupo, que já passou duas vezes pelo Brasil, são de desapego material, de libertação dos hábitos de consumo e de todos os costumes capitalistas. “Traga coisas boas. Você ficará surpreso de que o que você realmente precisa é na verdade muito pouco. Traga amor, abraços e boas energias e o mais importante: traga você mesmo”, é a mensagem que um integrante passa.

A “Família Arco-íris” – numa tradução para o português – é a maior não-organização internacional de membros não afiliados. Quem manda? Ninguém. Não há líderes, hierarquias ou qualquer tipo de organização formal. Todas as decisões são resultado da vontade de vários indivíduos que tem como objetivo construir uma comunidade baseada nos princípios da não-violência, da liberdade, e no desenvolvimento de modos de vida alternativos em comunhão com a natureza.

Rainbow Gathering (4)

Rainbow Gathering (9)

Rainbow Gathering (8)

Durante os encontros, são feitas seções de reflorestamento, há integração e ajuda às comunidades locais, apresentações artísticas e musicais, além de círculos de discussões. Cada um contribui com o grupo com o que sabe. Pode ser dando uma aula de ioga ou culinária, ou organizando uma sessão de massagens e meditação.

Os rotuladores de ofício não vão pensar duas vezes antes de dizer “ah, isso é só mais um bando de ripongas…”; não é bem assim. Este movimento até recebeu influência dos grupos hippies da década de 60, mas sua filosofia vai além ao absorver ensinamentos da espiritualidade nativa norte-americana, das tradições anarquistas-pacifistas e da cultura oriental.

Para o fotógrafo Benoit Paillé, responsável pelas fascinantes imagens que você está vendo nesse post, afirma que o Rainbown Gathering “são comunidades temporárias de vários lugares do mundo que costumam viver em diversos ambientes a céu aberto para praticar ideias de paz, amor, harmonia, liberdade e espírito de coletividade, com o objetivo de se contrapor ao consumismo, ao capitalismo e à comunicação de massa”. Contracultura pura.

Paillé participou do grupo durante sete anos, e somente por isso pôde captar e divulgar esse trabalho fenomenal que revela a expressão pura, nua e simples de homens, mulheres, crianças e idosos que integram o Rainbown Gathering.

Rainbow Gathering (12)

Rainbow Gathering (13)

Rainbow Gathering (2)

Rainbow Gathering (3)

Rainbow Gathering (5)

Rainbow Gathering (6)

Rainbow Gathering (7)

Acesse já e desbrave o mundo também!