Home » Internacionais » Top 10: Motivos para visitar a Tailândia
Ásia Internacionais Tailândia Top Listas

Top 10: Motivos para visitar a Tailândia

A Tailândia é um destino muito procurado pelas suas praias de tirar o fôlego, mas o lugar também é palco de uma população festiva, alegre e muito religiosa, que respeita e segue os ensinamentos de Buda. Aqui segue um top 10 para você que já tem vontade de ir e só precisa de um empurrãozinho. Aproveite!

Clique aqui e confira o melhor pacote para conhecer a Tailândia

1 – Acompanhar o Yi Peng Festival

créditos: casablancaturismo.com.br

Lanternas. Milhares de lanternas de papel arremessadas ao céu à noite, num festival de encher os olhos com tanta beleza! O festival Yi Peng em Chiang Mai é imperdível e emocionante, com danças folclóricas e fogos de artifício abrindo a semana de festejos.

Tornou-se um feriado por toda Tailândia, para que as pessoas possam homenagear Buda e, além disso, se reenergizarem contra o mau-olhado e a má sorte.

O fato mais curioso é que não existe uma data certa para acontecer (sabe-se que é em meados de novembro) e os moradores só sabem do evento com algumas semanas de antecedência. Turistas não podem soltar lanternas nesse dia especificamente, mas podem admirar o festival de perto, é só chegar cedo e arranjar um bom lugar.

2 – Navegar pelos mercados flutuantes

créditos: jp-lugaresfantasticos.blogspot.com

Sabe aquele caos que fica em dia de feira? Vendedores gritando, gente passando, frutas e verduras dividindo espaço numa barraquinha…agora imagina isso nas águas de um rio? Por incrível que pareça, é até mais organizado e sem dúvidas, muito mais divertido.

As barraquinhas são substituídas por barcos, e você encontra inúmeras variedades de produtos, bugingangas e quinquilharias que são empurradas a você com afinco enquanto uma senhora te encaminha pelos canais, rio adentro. O mercado não é mais o original, mas é um ótimo passeio para se conhecer um pouco mais da cultura local.

3 – Passear pelas praias das Ilhas Phi Phi

créditos: Pixabay

Considerado Parque Nacional, Koh Phi Phi é um arquipélago com praias lindas, paradisíacas, de areias branquinhas e mar tão cristalino que chega a ser difícil acreditar que um lugar desses exista de verdade. Praticar mergulho nas águas calmas e assistir o pôr do sol no topo do mirante são passeios imperdíveis.

Veja também:  Brother de Mel; Amigos registram viagem com fotos criativas e bem-humoradas

As praias das Ilhas Phi Phi eram escondidas e quase ninguém notava sua presença além dos moradores locais, até que o queridinho astro de Hollywood, Leonardo DiCaprio, gravou o filme A Praia, que colocou Phi Phi no roteiro de férias de meio mundo. Sua infraestrutura é bem completa, com resorts, restaurantes e lojas, mas os preços também vão de encontro a essa fama, então esteja preparado para gastar um pouquinho.

4 – Experimentar a gastronomia local

créditos: spiceuptheroad.com

Cores, cheiros, sabores, temperos e especiarias mil fazem parte da culinária tailandesa que, diga-se de passagem, não é para os fracos. Por ser muito temperada e apimentada, não são todos que gostam ou se sentem bem após uma refeição completa.

A região possui abundância em arroz, então a maioria dos pratos leva esse ingrediente, seja cozido, frito ou em sopas e caldos. Por falar em caldo, os tailandeses costumam substituir o sal pelo caldo de peixe, que deixa a comida bem saborosa.

De resto, a culinária tailandesa é bem farta e utiliza ingredientes como açafrão, pimentas diversas, leite de coco, frutas, gengibre, peixes e frutos do mar.

5 – Visitar um templo budista

créditos: Istock/ iceonion_th

A Tailândia é um país de maioria budista e em cada cantinho dele é possível observar templos e altares dedicados a Buda. São vários, mas os principais e mais famosos são o Buda de Esmeralda (que na verdade é de Jade, mas quem se importa?), o Buda de Ouro e o Buda Reclinado.

O Buda de Esmeralda (Wat Phra Kaew) permanece no Grande Palácio Real, um lugar cheio de espiritualidade e cultura tailandesa, jardins espetaculares e arte, muita arte. Para se entrar no palácio é necessário usar vestimentas adequadas, ou seja, nada de pernas e ombros descobertos.

O templo do Buda de Ouro é um dos menores, mas a imponência da estátua de ouro maciço compensa. Uma curiosidade é que até meados da década de 50, a estátua de Buda era de barro, mas por acidente essa estátua caiu e quebrou, se apresentando inteiramente dourada por dentro.

Veja também:  10 destinos incríveis com passagens aéreas super baratas

O Buda Reclinado te faz se sentir pequeno, bem pequeno. A estátua possui 43m de altura e é maior que o nosso Cristo Redentor. Folheado a ouro e com as solas dos pés em madrepérola, o Buda Reclinado é cheio de significados e não se pode fazer uma visita sem respeitar as tradições: Fazer 3 referências e jogar 1 moeda em cada um dos 108 potinhos de metal.

6 – Assistir uma apresentação de Khon

créditos: Pixabay

O Khon é um teatro de máscaras, que mistura dança e acrobacia ao som de músicas tailandesas. Era muito comum ter esse tipo de espetáculo em festas de casamento, nascimento e funerais, mas hoje em dia já é possível assistir a essas apresentações públicas em Bangkok.

As máscaras são a parte principal dessas apresentações e são feitas a partir de colagens de papel em um molde do rosto da pessoa que vai usá-la. Depois de pronta, são aplicados tintas e joias para o acabamento final, que pode demorar até 10 dias.

As apresentações são bem coloridas e divertidas e as únicas personagens da peça que não usam máscaras, são as mulheres, que interpretam deusas ou demônios e são essenciais na atuação.

 7 – Mergulhar no mar Krabi

créditos: Shutterstock

Que as praias da Tailândia são belíssimas, todos já sabem, mas é impossível não se encantar ainda mais com as praias que envolvem a cidade de Krabi. São várias, mas as principais são Noppharat Thara, Ao Nang Beach, Laem Phra Nang (considerada a segunda praia mais bonita do mundo), Chicken Island e Koh Phi Phi (aquela do filme A Praia).

Em lugares como esses, que geralmente são bem afastados da cidade, as únicas coisas que se tem a fazer é curtir a praia, aproveitar a infraestrutura dos resorts (se estiver hospedado em algum deles) e mergulhar. E talvez essa seja a melhor parte do passeio, pois as águas são cristalinas, geralmente mais morninhas e com uma vida marinha muito rica. Prepare o fôlego e vá fundo nessa viagem única!

Veja também:  Os 4 Melhores Destinos para a sua Lua de Mel

8 – Fazer uma massagem

créditos: Pixabay

As massagens tailandesas são o que há em tratamentos médicos e de relaxamento. E, estando em Bangkok, sabe onde você pode encontrar umas das melhores? No templo do Buda Reclinado!

As massagens tailandesas são usadas especialmente para tratamentos específicos, assim como na acupuntura, e os técnicos utilizam não somente as mão, mas pés, joelhos e cotovelos e, dizem, que uma massagem dessas bem feita é revigorante.

9 – Visitar o vilarejo de Bo Sang

créditos: travelandinspiration.com

Talvez uma das coisas que você repare quando chegar a Bangkok e visitar as vilas ao redor, são os guarda-chuvas. Mas não qualquer guarda-chuva, mas os mais lindos, coloridos e decorados que se tem notícia. Os tailandeses os usam o tempo todo, para protegê-los do sol intenso e claro, das chuvas.

É no vilarejo de Bo Sang, a poucos quilômetros de Chiang Mai, que se pode ver a fabricação artesanal dessas belezuras e, dependendo da época, acompanhar o festival que acontece uma vez por ano, com direito a exposições, danças, concursos e espetáculos. Com tantas opções, fica difícil escolher, mas não deixe de levar para casa uma legítima sombrinha tailandesa.

10 – Ano Novo Tailandês

créditos: Chaiwat Subprasom/Reuters

Como estamos no final do ano, um momento de muitas expectativas para o que está por vir, achei justo dizer que em outras culturas, o ano novo não é comemorado por agora e tem um significado muito mais especial do que o nosso.

Os tailandeses comemoram o Ano Novo por até 6 dias (dependendo da região) e o principal elemento é a água. Por isso, todos os templos e monumentos são lavados com água perfumada, fazendo uma purificação para o ano que está por vir. A água perfumada também é utilizada em brincadeiras nas ruas durante esses dias.

Viva mais histórias com o Hurb!